A sua vida e os seus olhos 4 min. leitura

Abra os olhos para uma boa visão

Partilhar

Para prevenir doenças oculares, nomeadamente aquelas que surgem com a idade, é necessário cuidar bem da visão e adotar alguns cuidados.

Prevenção é a palavra de ordem no que toca à visão, não fosse este um dos sentidos mais importantes do corpo humano. Para manter uma visão saudável é necessário cuidar e proteger-se, prevenindo doenças oculares que podem levar à diminuição da acuidade visual ou até à cegueira definitiva. De acordo com a Agência Internacional para a Prevenção da Cegueira (IAPB), cerca de 75% dos casos de cegueira que existem no mundo poderiam ser evitados, quer através de ações de prevenção ou de tratamentos específicos. É importante que cada um proteja a visão das agressões externas e evite comportamentos de risco.

Ordem para cuidar: 10 conselhos que dão saúde

1. Proteger do sol

Assim como protege a pele com protetor solar, também deve proteger a visão com óculos ou chapéus. Os raios ultravioleta (UV) são apontados como causadores de anomalia visual e doenças oculares graves. Sabia que um em cada cinco casos de catarata pode ter origem nos raios UV? Uma boa proteção solar pode minimizar a incidência desta e de outras doenças. A Sociedade Portuguesa de Oftalmologia (SPO) recomenda que se deve procurar imediatamente um oftalmologista caso, após exposição solar, sinta sintomas como olhos vermelhos, ardor, sensação de corpo estranho ou visão enevoada.

2. Atenção às crianças

Nas crianças, os cuidados têm de ser redobrados. A proteção é muito importante devido à fragilidade dos filtros naturais que protegem o olho (córnea e cristalino). Recomenda-se que, a partir dos três anos, as crianças usem óculos de sol adequados com proteção UV. A educação para os perigos do sol é também fundamental e deve começar assim que os mais pequenos comecem a querer explorar os limites da curiosidade. Uma das primeiras regras a ensinar: nunca olhar diretamente para o sol. Esta ação pode provocar, por exemplo, queimaduras irreversíveis na retina.

3. Evitar exposição prolongada a ecrãs

Longos períodos em frente a dispositivos digitais, expostos à luz azul-violeta nociva emitida pelos ecrãs, podem causar danos irreversíveis na visão. É recomendado que se estabeleçam períodos de descanso durante a exposição e se mantenham sempre as distâncias de segurança. Os monitores devem ficar a, pelo menos, um braço de distância (de 51 a 66 cm). Os tablets e os smartphones precisam de ficar a cerca de 40 cm de distância. Para conseguir ler melhor as letras pequenas, aumente o tamanho através das configurações do dispositivo em vez de aproximá-lo.

4. Evitar coçar os olhos

Pode parecer inofensivo, mas é importante ter em atenção a forma como o faz. A pressão que o dedo coloca na estrutura ocular pode provocar o descolamento da retina. Em caso de irritação, comichão ou sensação estranha momentânea e ligeira, a melhor opção é lavar os dois olhos com soro fisiológico ou aplicar um colírio prescrito por um oftalmologista.

5. Lavar as mãos sempre antes de tocar nos olhos

Levar as mãos aos olhos sem previamente as lavar pode ser bastante perigoso. Este cuidado deve ser redobrado sempre que puser lentes de contacto. O uso de maquilhagem fora do prazo de validade também deve ser evitado.

 

6. Dormir o suficiente

Tal como a boa alimentação, também o descanso é um valioso aliado para recuperar a vitalidade de todos os sentidos, nomeadamente da visão. Enquanto dorme, os olhos são reabastecidos com nutrientes essenciais. Para que este descanso seja efetivo, desligue os dispositivos eletrónicos e certifique-se de que o quarto está escuro.  

7. Deixar de fumar ou nem sequer começar

De uma forma geral, fumar é um mau hábito. Todos sabemos que pode trazer diversos dissabores para a saúde, a médio e longo prazo. Mas as consequências estendem-se pelo corpo: os especialistas da visão relacionam ainda o tabagismo com o aumento dos riscos de catarata, problemas no nervo ótico e avanço da degeneração macular relacionada com a idade, tudo patologias que podem conduzir à cegueira.

8. Alimentação equilibrada

É talvez o maior antídoto para as doenças em geral. Na visão, também se destaca. O avanço da idade tende a trazer problemas ligados ao envelhecimento celular e à degeneração macular. Uma alimentação correta pode retardar o envelhecimento e criar barreiras naturais de antioxidantes que protegem os olhos. Da vitamina C ao ómega 3 e outros minerais, são muitos os nutrientes que se podem combinar para reforçar a acuidade visual que a idade teima em roubar.

9. Atenção aos medicamentos

Se está a ser medicado, o cuidado com a visão deve ser redobrado, já que os olhos podem ficar mais sensíveis à luz. São vários os medicamentos fotossensíveis – por exemplo, alguns anti-histamínicos, antibióticos ou antidepressivos.

10. Visitar regularmente um especialista da visão

Muitas vezes, as pessoas com problemas de visão esperam demasiado tempo antes de fazer um exame oftalmológico, o que acarreta riscos acrescidos. É essencial que, ao longo da vida, procure o acompanhamento de um profissional de saúde especializado em saúde ocular. Desta forma, ele pode antecipar problemas de visão, tendo em conta o historial familiar, os problemas de saúde ou as contingências da vida profissional, definindo a melhor forma de proteger a sua visão.

 

Pode interessar!

5 min. leitura

10 dicas para melhorar a sua condução noturna

Conduzir de noite pode ser mais perigoso do que conduzir de dia, devido à escuridão, ao encandeamento provocado pelos faróis e a outros perigos da estrada. Por causa destes riscos, é importante manter a segurança visual e tomar as devidas precauções.