A sua vida e os seus olhos 4 min. leitura

Como é que a sua visão afeta o seu tempo de reação na estrada?

Partilhar

Conduzir pode constituir um desafio, mesmo para um condutor com visão 20/20 (ou 6/6). Esse desafio-o torna-se ainda maior quando um condutor tem a visão debilitada, o que pode reduzir potencialmente o tempo de reação e provocar acidentes. Os riscos de conduzir com uma visão debilitada realçam a importância de ter uma boa visão para qualquer pessoa que se sente ao volante.

Porque é que ver bem é importante para uma condução segura?

Segundo o Vision Impact Institute, mais de 90% das decisões de um condutor dependem de ter uma boa visão. Uma boa visão pode melhorar o tempo de reação – o tempo que demora a responder a diversas situações, como um veículo que vai à sua frente e faz uma paragem brusca.
 
“Uma boa visão ajuda a identificar os perigos da estrada, a ler os sinais de trânsito e a ver o seu painel de instrumentos”, segundo a American Academy of Ophthalmology.
 
Os estudos indicam que 23% dos condutores sofrem de um problema de visão que pode ter impacto na sua capacidade de conduzir de forma segura. Por exemplo, um condutor com visão debilitada pode reagir lentamente a um sinal Stop ou a um objeto que bloqueia a estrada. Isso pode pôr o condutor, os passageiros, outros condutores e os peões em perigo.
 
Não é necessário muito tempo para um condutor ter problemas relacionados com o tempo de reação Para um condutor com muita experiência, o tempo de reação pode ser de 0,2 segundos. Mas para um condutor normal, pode ascender a 0,5 segundos ou até 1,5 segundos. A visão deficiente pode tornar o tempo de reação ainda pior.
 
A American Academy of Ophthalmology afirma que os dois fatores mais importantes relacionados com a visão e a condução segura são:

  • Acuidade visual, que determina quão nitidamente consegue ver. É isto que o oftalmologista avalia quando lhe pede para ler as letras de um quadro ocular. Os problemas de acuidade visual podem levar a um maior risco de acidentes de viação.
  • Campo de visão, que é a área que os seus olhos conseguem detetar quando se concentra num ponto. Uma forma de testar isto é olhar para luzes intermitentes num dispositivo especial de oftalmologia.

 

Quais são as doenças oculares que podem afetar o tempo de reação de um condutor?

Entre os problemas que podem provocar uma visão debilitada e piorar o tempo de reação incluem-se:

  • Miopia, ou dificuldade em ver ao longe, um erro refratário que pode fazer com que a um condutor lhe custe ler os sinais de trânsito, aperceber-se de perigos e ver com nitidez outros utilizadores da estrada e objetos à distância.
  • Presbiopia, ou vista cansada relacionada com a idade, um problema que dificulta ver objetos ao perto, como a aplicação do mapa no seu telefone e o painel de instrumentos do carro.
  • Degeneração macular, uma doença sem cura e a principal causa da perda de visão em pessoas mais idosas. A American Macular Degeneration Foundation explica que a parte central da retina, conhecida como mácula, é responsável pelo foco da visão central e controla a capacidade de conduzir.
  • Glaucoma, uma doença que danifica o nervo ótico do olho. O glaucoma normalmente reduz o campo de visão (o que diminui a visão periférica) e pode provocar cegueira.
  • Retinopatia diabética, uma doença que afeta as pessoas que têm diabetes e que pode levar à perda parcial de visão ou até à cegueira. Esta doença afeta tanto a visão central, como a periférica.
  • Cataratas, que ofuscam a lente natural do olho e podem provocar visão turva, cores baças e uma maior sensibilidade à luz.
  • Olhos secos, que podem ser provocados pelo computador, uso de lentes de contacto, alergias, ar condicionado ou medicamentos, entre outros motivos. Os olhos secos podem provocar visão turva, comichão nos olhos e fadiga ocular, podendo qualquer um desses problemas prejudicar a visão noturna.
  • Visão turva, que pode ser provocada pela sonolência ou tonturas associadas a medicamentos com ou sem receita médica.

Embora uma visão nítida seja uma prioridade para os condutores de todas as idades, os problemas de visão representam um dos principais motivos pelos quais as pessoas mais velhas evitam conduzir ou deixam completamente de o fazer.

 

É possível conduzir de forma segura sem uma visão perfeita?

Não há outra maneira: precisa de fazer exames regulares aos olhos para determinar se a sua visão é adequada para conduzir. Esses exames permitem detetar uma série de problemas que podem afetar a sua visão e, possivelmente, o seu tempo de reação na estrada.

Embora a tecnologia nos veículos tenha avançado imenso – chegando ao ponto de antecipar e reagir às más opções dos condutores –, não substitui uma visão nítida.

A boa notícia é que, segundo a Organização Mundial da Saúde, 80% dos problemas visuais podem ser prevenidos, corrigidos ou curados. Portanto, quer prefira conduzir, andar de bicicleta ou caminhar, consultar o seu oftalmologista para fazer exames regulares aos olhos pode manter os seus olhos saudáveis e a sua visão nítida, tornando a estrada mais segura para todos.