O que afeta os olhos 5 min. leitura

Sintomas do Coronavírus vs. Alergias: A febre é a diferença

Partilhar

Os sintomas de alergia não são uma indicação da Covid-19, mas a febre é. Conheça algumas formas simples de determinar se a sonolência que sente ou a tosse com que se tem deparado é coronavírus ou se são simplesmente alergias sazonais.

Não podia existir uma altura pior para uma pandemia global acontecer do que durante a estação das alergias. Embora nunca haja uma boa altura para uma doença generalizada ocorrer, tê-la a coincidir com uma época do ano que normalmente desencadeia sintomas similares, adiciona uma camada extra de pânico desnecessário em muitas pessoas.

No entanto, existem algumas formas simples de determinar se a sonolência que sente ou a tosse com que se tem deparado é coronavírus, ou se está simplesmente relacionado com alergias sazonais.

Sintomas do Coronavírus vs. Alergias

Se os seus olhos estão vermelhos, aguados e tem comichão, é provável que esteja com algo menos grave que a Covid-19, como uma constipação ou alergias sazonais. O coronavírus concentra-se no seu sistema respiratório e não causa olhos aguados.

O que diferencia as alergias do coronavírus é a febre. As alergias raramente, ou nunca, causam febre, enquanto muitos pacientes que desconfiam terem coronavírus têm de ter febre para serem testados.

O Dr. Gary Steven, membro do conselho de regentes do American College of Allergy, Asthma and Immunology, afirma que é essencial estar atento e acompanhar o que causa/piora os sintomas. “Se se sente bem quando está dentro de casa e as janelas estão fechadas, mas quando sai num dia seco e ventoso começa a espirrar, sim, isso é uma alergia” diz Steven.

Os sintomas clássicos do coronavírus, como declarado pela The Asthma and Allergy Foundation of America, são tosse seca, febre, exaustão e falta de ar.

Sintomas do coronavírus menos conhecidos incluem:

•    Garganta dorida
•    Dor de cabeça
•    Dores no corpo
•    Congestão nasal
•    Diarreia ou náusea

 

Numa entrevista ao site Jefferson Health, o Dr. John Cohn, professor de alergologia e imunologia na Jefferson University em Philadelphia, explica que sintomas similares podem, às vezes, causar confusão no auto diagnóstico.

“Muitos dos primeiros sintomas da Covid-19 são semelhantes ao de outras doenças e alergias, o que pode dificultar a diferenciação entre os sintomas do coronavírus e as alergias típicas, especialmente nesta altura do ano (primavera) ” diz Cohn. “Fazer o diagnóstico correto é um problema específico sendo que os infetados variam muito na gravidade da doença”, adiciona.

Para os que sofrem de alergias, há boas notícias: para além dos sintomas das alergias não coincidirem com os do coronavírus, a European Academy of Allergy & Clinical Immunology afirma que ter alergias não afeta a capacidade de contrair o vírus.

Como é que o coronavírus afeta os seus olhos

A American Academy of Ophthalmology afirma que é possível que o coronavírus cause conjuntivite. No entanto, o grupo afirma que esta infeção ocular aparece apenas em 1% a 3% dos pacientes com Covid-19.

Existe um número de sintomas que podem significar conjuntivite, incluindo:

•    Inchaço das pálpebras ou da conjuntiva – a fina camada que cobre o branco dos olhos e o interior da pálpebra
•    O branco dos olhos — ou esclera — parecer rosa ou vermelho
•    Maior produção ou descarga de lágrimas
•    Crostas nas pálpebras ou pestanas, principalmente de manhã
•    Comichão, irritação ou ardor

 

coronavírus

No caso de a conjuntivite ser um sintoma do coronavírus, tipicamente começa num olho e transfere-se para o outro olho em pouco dias, afirma o Centers for Disease Control and Prevention (CDC). Afirma-se também que a secreção ocular relacionada com a Covid-19 tem normalmente uma consistência aquosa.

Como as alergias afetam os seus olhos

É aqui que as coisas podem ficar um pouco complicadas. De acordo com a CDC, as alergias também podem causar conjuntivite. No entanto, os sintomas das conjuntivites alérgicas são um pouco diferentes dos sintomas das conjuntivites virais.

As conjuntivites alérgicas tipicamente afetam ambos os olhos em simultâneo e podem causar comichão, inchaço e lacrimejo. É também comum a presença de uma secreção ocular mais espessa nos casos de conjuntivite que não estão relacionados com o coronavírus.

A conjuntivite é tipicamente diagnosticada através de um exame ocular que inclui:

•    Revisão dos sintomas
•    Exames que permitem determinar qualquer dano na visão
•    Avaliação da conjuntiva e tecido ocular externo
•    Avaliação interna do globo ocular

Quando deve contactar um profissional de saúde?

Durante este período de incerteza, observe quaisquer alterações visíveis na sua saúde e nos seus olhos. Saber as diferenças entre os sintomas das alergias e do coronavírus é um bom começo. Se tem alergias ou apresenta sintomas de coronavírus, entre em contacto com o seu médico.

E, claro, esteja atento para tomar as medidas necessárias para se manter saudável e evitar o coronavírus. Lave as mãos, fique em casa, se tiver de sair mantenha a distância social recomendada, e tente relaxar enquanto esperamos que a tempestade do coronavírus passe.

 

 

 

 

Pode interessar!

O que afeta os olhos 4 min. leitura

Como limitar o tempo passado em frente aos ecrãs?

Definir (e manter) limites no tempo que passa em frente aos ecrãs e adotar atividades sem contacto com os mesmos pode ajudá-lo a reduzir a sua exposição à luz azul-violeta nociva presente nos equipamentos digitais. Adquirir uns óculos com proteção para computador pode ajudar a reduzir o impacto do tempo excessivo em frente a ecrãs nos seus olhos.