Vida e olhos 4 min. leitura

Cinco alimentos aliados da visão

Partilhar

A falta de certos nutrientes na alimentação pode afetar algumas funções do corpo, incluindo a capacidade de ver corretamente. Há diversos amigos da saúde visual na dieta alimentar. Basta saber fazer boas escolhas.

Quem nunca ouviu os avós, os pais, os tios soltar a expressão “come cenouras para teres os olhos bonitos.”? Tudo para nos convencer a comer mais vegetais. Sabemos bem que, na altura, esta deixa nos soou duvidosa e que, mesmo agora, continua a deixar-nos com a pulga atrás da orelha. Será assim tão verdade? Se comer cenouras, os olhos ficam mais bonitos?

Em parte, sim. Em parte, não. A cenoura, tal como outros alimentos “bons”, contém nutrientes essenciais que realmente fazem bem aos olhos. Muitas substâncias não são produzidas pelo corpo e algumas vitaminas que encontramos em certos alimentos podem ajudar neste processo. Por isso é que a alimentação é tão importante para os olhos.

Dietas restritivas podem comprometer a visão. Uma alimentação correta está diretamente ligada a fatores imprescindíveis à saúde visual

A melhor forma de melhorar naturalmente a visão está em dar aos olhos aquilo que eles precisam para serem saudáveis. Incluir regularmente na dieta certos alimentos nutritivos é fundamental. Estes são cinco alimentos-chave para manter os olhos no seu potencial máximo.

1. Peixe

Como fonte de ácidos gordos ómega 3 e vitaminas A, B6 e B12, D e E, os peixes como a sardinha, o bacalhau, o salmão, a truta e o atum estimulam a boa circulação sanguínea, o que permite que a estrutura ocular – em especial, a retina – receba bastante mais oxigénio, um fator muito importante para a saúde dos olhos. Além disso, os ácidos gordos atuam também na prevenção da síndrome do olho seco, que causa vermelhidão e irritação nos olhos. Numa altura em que passamos demasiadas horas em frente a ecrãs, não parece descabido aumentar o consumo destes alimentos.

 

Peixe

 

Prefira fruta e verduras da época. Consuma frutos secos e desidratados, sempre com moderação. Cereais, salsa e mel são outros aliados da visão.

 

2. Cebola e alho

Vitaminas B e C, cálcio e fósforo são alguns dos benefícios destes dois alimentos que usamos abundantemente no tempero das comidas. Não só tornam as refeições mais saborosas como apresentam uma série de vantagens à saúde geral: ao melhorar a circulação sanguínea e ao controlar o colesterol, aumentam a quantidade de sangue que irriga os olhos e previnem pressões arteriais altas e diabetes, que podem trazer complicações como o glaucoma e a catarata. Gengibre e beterraba são outros condimentos benéficos.

 

Legumes

 

3. Ovos

Amigos ou inimigos? Não há bem certezas da categoria em que os ovos se inserem nisto da alimentação saudável. No entanto, vários estudos comprovam que o consumo regular de ovos diminui as probabilidades de degeneração macular, uma doença da retina que pode causar perda de visão se não for diagnosticada a tempo e bem tratada. São os carotenoides, responsáveis pela coloração amarela das gemas do ovo, que tratam de fornecer a luteína necessária que ajuda a prevenir esta degeneração da retina. Mas por serem ricos em colesterol, o consumo de ovos deve limitar-se a um por dia.

 

Ovos

 

A luteína é um dos principais amigos da saúde ocular. Contribui para reduzir o desconforto com o brilho, melhorar o contraste e aumentar o alcance visual.

4. Fruta, legumes e verduras

Estes alimentos de pigmentação amarela e verde costumam ser fonte de carotenoides, que, tal como explicámos no ponto anterior, vão atuar sobre os danos oxidativos à retina e prevenir tanto danos celulares como a perda gradual da visão. Se forem de cor alaranjada, é sinal que contêm betacaroteno, uma forma indireta de obter vitamina A e, em alguns casos, vitamina C, ambas essenciais para o bom funcionamento do olho. Já os vegetais em folha de cor verde são fonte de luteína e ricos em ácido fólico, que estimula a produção de sangue e previne anemias, aumentando a quantidade de oxigénio recebido pelas células dos olhos.

Verduras

Laranja, maçã, cenoura, abóbora, brócolos, aipo, espinafre e couves são alguns dos alimentos que devemos consumir com regularidade. Também frutos de cor vermelha e roxa – morangos, framboesas, cerejas, mirtilos, amora – são bons exemplos de alimentos antioxidantes que combatem os radicais livres, ajudando no risco de desenvolver doenças.

5. Óleo de linhaça e azeite virgem

O olho seco é um dos grandes problemas da visão nos dias de hoje e um problema comum em pessoas de idade avançada. Para combater sintomas como a sensação de ardência, a sensação de corpo estranho e a sensibilidade à luz, o óleo de linhaça é uma boa ajuda natural. Fonte de vitamina E e de ácidos gordos ómega 3, 6 e 9, este alimento atua sobre a hipertensão e a queda do sistema imunológico. O azeite virgem, tal como o peixe, é considerado o grande aliado na prevenção da degeneração macular, graças ao ómega 3.

 

Azeite

Bons hábitos como a não exposição aos raios ultravioleta não são suficientes se o corpo não está bem nutrido.

Diminuição da capacidade acomodativa, alteração na perceção de cores, secura ocular, fotofobia, cegueira noturna e enfraquecimento do sistema imunológico são algumas das consequências desta falta de nutrientes. A verdade é que não podemos corrigir a visão sem ajuda profissional e que nada substitui o uso de auxiliares que nos permitem ver bem – como lentes oftálmicas –, mas uma boa alimentação pode ajudar naturalmente os olhos.

Inimigos da visão

– Excesso de açúcares

– Gorduras de origem animal

– Alimentos ricos em gorduras

– Bebidas alcoólicas

 

Pode interessar!

Vida e olhos 4 min. leitura

Cinco alimentos aliados da visão

A falta de certos nutrientes na alimentação pode afetar algumas funções do corpo, incluindo a capacidade de ver corretamente. Há diversos amigos da saúde visual na dieta alimentar. Basta saber fazer boas escolhas.