Vida e olhos 5 min. leitura

Qual o papel dos óculos de sol na saúde ocular — Prof. Salgado Borges

Partilhar

Ao contrário do que a maioria das pessoas imagina, os óculos de sol cumprem um papel vital para a preservação da saúde ocular.
POR: PROF. SALGADO BORGES, CLINSBORGES, CLÍNICA OFTALMOLÓGICA DO PORTO

O problema não é, certamente, a falta de campanhas de sensibilização da cegueira, mas a constante despreocupação assim que algum sol se avizinha. Constatámos que a grande maioria das pessoas quando chega à praia aplica o seu protetor solar, mas os óculos de sol continuam a ser muitas vezes esquecidos e desvalorizados. A intensidade da luz solar causa danos permanentes na visão, por isso insistimos que os óculos são os melhores aliados para fortalecer a proteção contra os raios nocivos emitidos.

 Nunca é demais reforçar que é através da visão que absorve 90% dos estímulos que o rodeia. Neste artigo, será alertado para os riscos que a radiação solar pode causar aos seus olhos e os aspetos que deve ter em atenção para comprar os próximos óculos de sol.

COMO OS ÓCULOS DE SOL COMBATEM OS PERIGOS DA RADIAÇÃO SOLAR

Não é só a pele que fica vulnerável, mas também os seus olhos. Fadiga visual, fotossensibilidade, tonturas, aversão à luz, comichão e lacrimejo são os principais sintomas que poderá desenvolver se continuar a desafiar os raios ultravioleta.

A exposição crónica ao sol é muitas vezes a causa de pinguécula ou pterígeo. O primeiro caracteriza-se pelas elevações amareladas da conjuntiva e o segundo pela invasão de tecido fibrovascular sobre a córnea.

Os óculos são uma espécie de escudo protetor contra as radiações solares altamente nocivas à saúde e ao bom funcionamento do sistema ocular. Os raios ultravioletas UVA e UVB são verdadeiramente prejudiciais para os seus olhos. Essas radiações podem facilitar o desenvolvimento de doenças como a catarata, melanoma da íris, carcinoma baso-celular ou a fotoqueratite, uma inflamação na córnea. A somar a isto, existe ainda o perigo do fototraumatismo retiniano, causado pela fixação do sol na altura de um eclipse.

Para uma proteção eficaz, os óculos de sol devem possuir lentes capazes de bloquear as radiações entre 290 e 400 nm. Nanómetro (nm) é a unidade usada para medir o comprimento das ondas eletromagnéticas que partem do sol e chegam à atmosfera. Consoante o comprimento da onda, o efeito da radiação será diferente. Abaixo de 290nm classificamos como UVC — os raios são praticamente inofensivos. Entre 290 e 400 nm são classificados como UVB e UVA, os denominados raios ultravioleta nocivos.

Oculos Sol 1

Os óculos muito escuros devem estar completamente fora dos seus planos, uma vez que dilatam a pupila até 8 a 10 vezes mais que o seu tamanho normal, transformando-os assim num alvo fácil à entrada e atuação das radiações UVA, UVB e UVC.

Para além de lesarem a córnea e a conjuntiva, podem aumentar até 60% a probabilidade de desenvolver cataratas. Se por um lado a radiação infravermelha é facilmente detetável pela sensação de calor que provoca, o mesmo não acontece no caso da radiação solar. Mesmo que a principal fonte de luz azul/violeta seja o sol, não nos devemos esquecer da luz emitida pelas lâmpadas LED e proveniente dos aparelhos digitais. De facto, estamos cada vez mais expostos à luz azul emitida pelos ecrãs. Os óculos com lentes adequadas são imprescindíveis para impedir que os efeitos da luz artificial cheguem à retina.

As doenças causadas pelo uso de óculos inadequados não aparecem no imediato, muito pelo contrário. O sol exerce um efeito cumulativo sobre os olhos e os raios UV podem contribuir para a degenerescência gradual da saúde da retina. Daí a importância das lentes que possuem esse tipo de proteção, principalmente em crianças e indivíduos com pele clara e íris hipopigmentada ou com história de degenerescência retiniana, retinopatia diabética ou glaucoma.

LENTES E TONALIDADES DOS ÓCULOS DE SOL

A marca e as tendências de moda não terão qualquer impacto se sofrer uma alteração na visão, logo estes aspetos não devem ser a sua preocupação. Em dias de sol, as lentes cinzentas ou esverdeadas são as mais indicadas, porque filtram mais intensamente a luminosidade. Para estrito uso noturno, aconselhamos lentes amarelas, já que propiciam maior qualidade de visão.

 

Oculos Sol 2

Durante o dia não deverão ser usadas, sob o risco de gerarem potenciais danos oculares com o aumento da captação de luz. Na praia ou em qualquer atividade desportiva, opte por modelos fechados lateralmente de forma a impedir que os seus olhos sejam atingidos por areia ou outra substância.

O que muitas pessoas não sabem é que o filtro de raios ultravioletas, nas lentes dos óculos de sol, se desgasta gradualmente com o período de exposição à radiação. A validade do filtro pode expirar em dois anos, por isso recomendamos que substitua os óculos de sol e que consulte um médico oftalmologista regularmente. Numa simples consulta de rotina, podemos certificar-nos que os seus óculos possuem a qualidade ótica desejável para proteger os seus olhos.

 Faça parte da mudança hoje, para assegurar a qualidade da visão amanhã.

 

Pode interessar!

Vida e olhos 4 min. leitura

5 SINAIS QUE PRECISA DE VISITAR UM PROFISSIONAL DE SAÚDE VISUAL

Os seus olhos nem sempre doem quando se passa algo de errado. É uma das razões pela qual é benéfico fazer consultas oculares com regularidade, sendo que dá oportunidade ao seu profissional de saúde visual de avaliar os seus olhos e visão para quaisquer potenciais problemas. Da mesma forma, não é sempre fácil de reconhecer se precisa ou não de óculos.