O que afeta os olhos 6 min. leitura

Olhos dos bebés

Partilhar

A visão não é inata nos seres humanos. Um bebé, normalmente, espera até os 5 anos de idade para poder beneficiar de uma visão totalmente desenvolvida!

A VISÃO DAS CRIANÇAS É CONSTRUÍDA PASSO A PASSO

O relacionamento que o teu filho tem com o mundo está 90% diretamente relacionado ao que ele vê. No entanto, ao contrário de outros sentidos, é importante compreender que a visão requer uma longa aprendizagem. Este desenvolvimento progressivo às vezes impede que se possa detetar uma doença ocular congénita à nascença. Da mesma forma, a imaturidade do olho e, portanto, de seus sistemas de defesa requerem vigilância constante. O nosso conselho: fica atento/a ao progresso do teu filho e a qualquer alteração ocular.

A EVOLUÇÃO DOS OLHOS DO RECÉM-NASCIDO

O seu primeiro vislumbre do mundo

No nascimento, os olhos de um bebé recebem um fluxo de luz sem precedentes. Para ele, há luz, mas ainda não há nem nitidez, nem visão em profundidade. O recém nascido vê a uma distância máxima de 20 cm: o suficiente para perceber o rosto e seios da mãe a partir dos quais se pode alimentar.

O desenvolvimento da sua acuidade visual

Até aos 3 meses, o bebé  percebe o ambiente que o rodeia através de sombras e formas indistintas, e é muito sensível a luzes fortes. Portanto, aconselhamos os pais a preferir iluminação suave e praticar movimentos lentos. O olho desenvolve-se e a criança é capaz de captar os contornos de um objeto, a mina de um lápis (6 meses) e depois um cabelo, aos 18 meses. Mas mesmo nessa idade, a sua acuidade visual ainda só atinge 5/10!

Um desenvolvimento para seguir de perto

Em caso de dúvida, consulta um profissional de visão. Em todos os casos, é necessária uma visita entre 9 e 18 meses de idade para detetar anomalias visuais. Recomendamos que verifiques os olhos do teu filho uma vez por ano. Estima-se que mais de 30% das crianças entre 6 e 14 anos tenham uma ou mais anomalias visuais (pesquisa Healthy Sight, 2010). O nosso conselho é permaneceres atento/a!

FOCO: SINAIS PARA ESTAR ALERTA

Um olho mais preguiçoso que o outro, um olho que fica opaco ou vermelho, um estrabismo persistente após os 5 meses de idade, uma criança que inclina a cabeça com mais frequência para um lado ou se aproxima para tentar ver melhor, entre outros.

Às vezes, tirar uma foto com o flash no rosto da criança permite detetar um possível reflexo da retina: nesse caso, em vez do reflexo vermelho na imagem, aparece um reflexo branco. Essa coloração anormal da pupila é capaz de sinalizar a possível presença de uma patologia da retina. Durante as visitas obrigatórias ao pediatra, é realizada uma triagem. Em caso de dúvida, entra em contato com um profissional de visão. Qualquer alteração deve ser corrigida rapidamente usando as lentes mais adequadas.

vision care