O que afeta os olhos 8 min. leitura

Olhos dos idosos

Partilhar

Depois dos 60 anos, os seus olhos ficam mais frágeis. É por isso que é importante conhecer os riscos aos quais pode ser exposto, para que possa aproveitar sua visão ao máximo.

SENIOR: OLHOS INCRIVELMENTE CANSADOS

Já com 50 anos de idade, 97% da população sofre de falta de visão. No entanto, apesar dessa percentagem crescente, 1 em cada 4 acima de 80 não está a ser adequadamente seguido por um especialista, por isso os seus problemas de visão persistem ou pioram. Para evitar a perda da visão, existem três elementos essenciais: informação, prevenção e tratamento.

OS OLHOS DOS SENIORS

O envelhecimento ocular é um processo natural que se manifesta desde a presbiopia, por volta dos 45 anos: a perda de elasticidade e o envelhecimento do cristalino. Ano após ano, é provável que a visão diminua significativamente, principalmente após os 60 anos.

As causas dessa diminuição são numerosas. O envelhecimento natural e a fraca oxigenação tornam os olhos mais sensíveis à luz, e a córnea e o cristalino são cada vez mais atacadas por moléculas instáveis ​​chamadas “radicais livres”, que causam uma diminuição da visão.

O estilo de vida também pode afetar o envelhecimento dos olhos. O tabagismo, por exemplo, causa "stresse oxidativo" que causa baixa oxigenação e envelhecimento acelerado da retina, e a exposição à luz UV ou azul-violeta nociva, presente em dispositivos digitais e luzes LED, ao longo da vida também é um fator de risco.

As consequências desse envelhecimento são muitas. Entre as mais comuns estão o glaucoma, degeneração macular relacionada com a idade e cataratas.

Isto torna a visão mais desfocada, por exemplo, devido à perda de transparência da lente. A degeneração macular relacionada com a idade causa perda da visão central. O glaucoma, por outro lado, cria um estreitamento do campo de visão que, a longo prazo, pode levar à cegueira total.

No entanto, problemas oculares também podem ter outras causas após os 60 anos de idade. Diabetes tipo 1 e tipo 2, por exemplo, pode causar retinopatia. A consequência é uma alteração dos vasos sanguíneos da retina e uma possível perda de visão. 

Para limitar esses efeitos, a prevenção continua a ser a melhor solução. A visita a um especialista de saúde visual a cada 12 a 18 meses permite identificar quaisquer alterações e riscos, permitindo melhores opções de tratamento. 

Além disso, é essencial protegeres-te diariamente dos raios UV e da luz azul-violeta nociva usando lentes apropriadas. As lentes com os tratamentos Crizal® ajudam a proteger os olhos dos raios UV prejudiciais. 

ANTIOXIDANTES, UMA BOA SOLUÇÃO

Tomar antioxidantes e, acima de tudo, zeaxantina e luteína pode ser uma boa maneira de combater o envelhecimento ocular. Os antioxidantes neutralizam efetivamente o aparecimento da degeneração macular relacionada com idade e da catarata, fortalecendo as defesas naturais contra a luz nociva. Podem ser encontrados nos seguintes alimentos: repolho verde, espinafres, brócolos e milho. 

vision care