Visão e Desenvolvimento Pedagógico

Ensinar a ver bem para aprender melhor.

 

A Importância da Visão para o Desenvolvimento Pedagógico

 

sabia que

80% do que as crianças aprendem é adquirido através do processamento visual da informação?

30% das crianças têm problemas de visão que podem ter impacto negativo na saúde, no seu desempenho escolar e na integração com a sociedade?

 

 

De uma forma geral, a má visão nas crianças não é fácil de detetar, e pode resultar numa vida inteira de dificuldades. Se a anomalia não for corrigida, as crianças podem encontrar dificuldades para aprender na sala de aula e socializar no recreio.

 Uma visão saudável tem um papel fundamental no desenvolvimento das crianças. Desde a infância, há aspetos a ter em consideração para assegurar um perfeito desenvolvimento visual. Todas as crianças são diferentes, podendo alcançar os mesmos patamares em idades distintas. No entanto, se suspeitar de algum comportamento anómalo, será necessário proceder de imediato a um exame de despistagem visual.

A má visão – ao contrário de muitas outras condições da infância – tem uma grande probabilidade de ser corrigida ou compensada, mas deve ser detetada logo de início.

escola

 

SINAIS DE ALERTA

salta à vista essilor
Principais sintomas e sinais de anomalias visuais
  • Dor de cabeça
  • Piscar os olhos
  • Tapar um dos olhos
  • Colocar os objetos muito próximos dos olhos
  • Entortar um dos olhos ou ambos (estrabismo)
  • Esfregar os olhos
Anomalias Visuais Comuns

Entre as anomalias visuais mais comuns nas  crianças, apontamos quatro que se revelam mais frequentes:

  • Hipermetropia – A criança pode ter dificuldade em ver ao longe e, mais frequentemente, ao perto. Sente desconforto visual de forma constante.
  • Miopia – Quando a criança consegue ver nitidamente os objetos mais próximos, mas tem dificuldade em ver ao longe.
  • Astigmatismo – Neste caso, a criança apresenta dificuldade em ver nitidamente tanto ao perto como ao longe. É comum confundir símbolos próximos como o “0” e o “8”.
  • Ambliopia – resulta da diminuição da acuidade visual, como consequência de um estrabismo ou de uma ametropia não corrigida, por exemplo. Quanto mais cedo for detetado, maior a probabilidade de recuperação.

 

sabia que

A correcção visual adequada pode melhorar a atenção na sala de aula, a persistência nas tarefas pedagógicas e o rendimento escolar?

Se for míope, os seus filhos são 2 a 3 vezes mais propensos a desenvolver miopia?

Em 2050, 1 em cada 2 pessoas será míope?

 

O mais importante são as lentes!

A compensação da visão de uma criança exige o equipamento ótico perfeito. Só o especialista da visão terá a capacidade de perceber o que se passa com a Saúde Visual de miúdos e graúdos e de aconselhar lentes oftálmicas de qualidade certificada.

mãe e filho

As lentes oftálmicas devem:

  1. Proporcionar uma visão nítida e com bom contraste;
  2. Estar bem cuidadas, limpas e sem riscos, de forma a que a visão da criança não seja perturbada;
  3. Ser leves, de modo a que os óculos não marquem o nariz e, ao mesmo tempo, resistentes para suportarem as aventuras dos mais irrequietos. É necessário escolher uma armação que se adapte à morfologia da criança, que lhe agrade e a faça gostar de usar óculos;
  4. Proteger os olhos sensíveis das crianças contra a radiação UV e a luz azul nociva.
menina livro
sabia que

Certas pessoas estão em maior risco de danos oculares que outras? As crianças estão mais em risco porque  os olhos, ainda em fase de formação, não dispõem de proteção adequada para suportar os raios UV.

80% de toda a exposição à radiação UV ocorre antes dos 18 anos. Proteger os olhos das crianças pode reduzir, significativamente, o risco de problemas oculares no futuro.

70% das  crianças não usam óculos de sol. Os raios UV são extremamente perigosos, “silenciosos” e têm um impacto cumulativo nos olhos.

Cuidados para quem já usa óculos

Para crianças que já usam óculos, é muito importante consultar um especialista da visão. As lentes das crianças suportam de tudo, desde dedadas a riscos, passando pela luz azul nociva emitida pelos ecrãs dos dispositivos digitais ou luzes fluorescentes. Por ser mais complexo para as crianças manter as lentes limpas, estas poderão sentir maior dificuldade em ver para o quadro da sala de aula. Olhar através de lentes sujas e danificadas também pode causar esforço ocular e fadiga visual.

óculos, crianças que usam óculos

O cuidado dos olhos é importante durante todo o dia escolar - mesmo em aulas de carácter mais lúdico-pedagógico, atividades de tempos livres  e ginástica. Estudos mostram que as crianças passam muito mais tempo ao ar livre do que os adultos, o que aumenta a sua exposição à fonte mais poderosa de raios ultravioleta (UV) e luz azul: o sol.

Se combinarmos a exposição solar à exposição aos ecrãs LED dos dispositivos digitais (tablets, smartphones e computadores), tanto na escola como em casa, verificamos que os olhos das crianças são expostos com muito mais frequência e em idades cada vez mais jovens às radiações nocivas que podem danificar os seus olhos permanentemente.

 

*Fonte dos dados: Vision Impact Institute, dados sobre a população mundial.